Que Seja Doce, o Livro

Que seja doce

 Vou ter que usar aquele super clichê… “acaba de sair do forno”, rsrs, o livro do programa Que seja doce do GNT. Recheado de delícias e muitas informações certamente irá encantar quem é fã ou quem é curioso dos segredos de confeitaria.

  Este é o verso do livro… nham… 🙂

que seja doce

  E aqui aquela famosa “orelinha”…

Orelha

 O livro conta também com receitas do apresentador Felipe Bronze e dos jurados Roberto Strongoli, Carole Crema e Lucas Corazza.

chefs

 E é claro que as criações dos talentosos participantes estão todas ali, tintim por tintim (ahahh, essa é velha, né?)

doce

   Antes da doçura de sua autoria é passada uma breve biografia do participante… aqui o exemplo da chef Karina Migliorini (quem conhece a professora da Escola de Confeitaria Diego Lozano? Eu conheço! Adoro 🙂 )

Karina

Essa é a verrine de musse de coco com avelã, criação de Bianca Pansani Porteiro!

doce

 E esse é o bolo de limão siciliano e lavanda da Mari Corali!

bolo

 Acho que valeu muito a pena o investimento. Só que fiquei com uma raivinha pois na loja física (Saraiva) comprei por R$68 e no site está R$54,40… mesmo com o frete sai mais em conta 😉

Informação: este não é um publipost

Chef’s Table, uma série sempre atual

Chef's table

 Essa é uma série que não é novidade no Netflix, mas é tão boa, tão boa que vale a pena deixar como dica para quem ainda não viu. Isso, claro, para quem gosta de Gastronomia!

 São 6 episódios em que a vida dos chefs é o principal tema. As dificuldades, a criação, a busca pela melhor matéria-prima são alguns dos assuntos abordados. Tudo acompanhado por belas imagens e por uma trilha sonora que dá o tom de arte e criatividade necessário.

 O que me chamou muito a atenção foi que, não basta talento e um esforço descomunal, uma pitada de sorte é sempre bem vinda e pode representar um divisor de águas 🙂 (Episódio Mássimo Bottura). Também fiquei bastante impressionada com a forma como o pessoal pode afetar o profissional e vice-versa. Às vezes, não basta a dificuldade da rotina árdua, surgem entraves familiares a serem superados… como se fosse necessário uma energia extra para provar que se está no caminho certo (Episódio Niki Nakayama).

Em resumo, é uma série que alimenta a alma 🙂

Chefs da primeira temporada:

Massimo Bottura: Osteria Francescana – Itália

Dan Barber: Blue Hill Restaurant – Estados Unidos

Francis Mallmann: El Restaurante Patagonia Sur – Argentina

Niki Nakayama: N/Naka Restaurant – Estados Unidos

Ben Shewry: Attica Restaurant – Austrália

Magnus Nilsson: Fäviken – Suécia

Para se ter um “gostinho”: